Make your own free website on Tripod.com

Carta ao SBT - Aos responsáveis pelo programa Domingo Legal

por Priscila*

Não posso deixar de demonstrar o meu profundo descontentamento perante a programação exibida aos domingos. A tentativa de libertar o marido da cantora Simony é vergonhosa.

Engraçado como a mídia se mobiliza para libertar um assaltante de bancos, mas ninguém vem aqui em casa para me comprar um carro novo, já que o meu foi roubado depois de ter sido comprado com muito suor e trabalho. Engraçado que o filho da Simony não pode crescer longe do pai, que já tem duas crianças largadas no mundo, mas a filha do amigo do meu pai pode ficar órfã aos dois anos de idade (o pai dela foi assassinado ontem num assalto). Ninguém do SBT foi à casa dela perguntar se ela precisa de alguma coisa. O meu pai chegou a levar um tiro num assalto e já perdeu tanto dinheiro em outros assaltos que nem se lembra quanto, mas infelizmente ninguém se propôs a repor o dinheiro roubado para tirá-lo do sufoco ou sequer apareceu alguém para visitá-lo no hospital. Isso não dá ibope.

A revista Veja publicou uma matéria que deixou assustado qualquer cidadão de bem (menos o sr. Gugu, que anda com seguranças armados até os dentes e não depende de uma polícia despreparada que vive com um salário de miséria): de cada 100 criminosos, apenas 24 são presos, só 5 vão a julgamento e apenas 1 cumpre a pena até o fim. Apenas 1% dos bandidos ficam presos e vocês ainda querem soltar os que estão presos? Isso é realmente lamentável. O coitadinho só roubou um banco, merece ficar livre.

Por que o Sr. Augusto Liberato não mostra o fim daquele mendigo que ele ajudou com casa, dinheiro e trabalho? Depois de todo aquele estardalhaço que o Domingo Legal fez para ajudá-lo, não vi nenhuma menção ao fato dele ter sido preso assaltando um posto de gasolina após perder tudo o que o Gugu lhe deu. E o fim daquele pequeno polegar? O Rafael. Pobrezinho.

Certamente, não sou a favor do programa penitenciário no Brasil. Sou a favor dos presidiários estudarem e trabalharem para a sociedade em troca de redução da pena caso não tenham cometido crime hediondo, mas ser solto antes do tempo só porque a Simony engravidou é demais pra minha cabeça. Políticos não ficam presos. E, agora, também artistas e parentes têm imunidade?! Só no Brasil mesmo pra acontecer esse tipo de coisa.

Concordo que a violência exacerbada, que está batendo à nossa porta, é fruto do descaso do governo e da sociedade para com as crianças de alguns anos atrás que foram deixadas sem escola, sem creches. Crianças abandonadas à própria sorte. Mas soltar os bandidos por essa justificativa não resolve.

Por que o SBT não faz uma campanha para os políticos investirem mais em educação e creches ao invés de soltar presidiários parentes de celebridades? Ou mesmo colocar uma programação mais decente, que proporcione cultura ao invés de mulher pelada? É um caso a se pensar.

Vou parando por aqui, pois tenho um enterro para ir (já mencionei o amigo do meu pai que foi morto ontem). Deixo aqui a minha revolta perante uma televisão podre, que vende a ignorância e proporciona festivais de absurdos como se a vida fosse uma simples brincadeira.

O SBT já está bloqueado aqui em casa e farei o possível para convencer as pessoas com um mínimo de inteligência a não mais assistirem esse canal. E se a Simony ama tanto o marido dela que o espere cumprir a pena e pagar o que deve para a sociedade. Ou será que o amor dela não é suficientemente grande para agüentar as adversidades?

(*) - O texto da jovem Priscila nos foi enviado por uma leitora do MN e, diante de sua ótima qualidade como redação e crítica, decidimos publicá-lo. Imaginamos que a autora não se oponha ao fato de termos o feito sem a devida autorização, até porque este texto está sendo repassado ao máximo número de internautas via e-mail. De qualquer forma, gostaríamos que a autora entrasse em contato conosco e se tornasse uma permanente colaboradora, o que seria uma honra para nós e uma dádiva aos nossos leitores.

Retornar à página anterior